segunda-feira, 30 de dezembro de 2013

Um baterista de rua de alto gabarito!

http://youtu.be/8swha5y2plo
Para
apreciar
clicar
no 
baterista!
Espetacular!
« «  « « « « « « «

terça-feira, 17 de dezembro de 2013

A loira, o advogado e a avó!

Estava a ir tão bem!...
Um jovem ventríloquo estava a fazer um espectáculo num bar. Estava a exibir o seu reportório habitual sobre a burrice das loiras, quando uma loiraça sentada na quarta mesa se levantou e disse:
-Já ouvi o suficiente das suas piadas a denegrir as loiras, seu idiota. O que é que o faz pensar que pode estereotipar as mulheres dessa maneira? O que é que tem a ver os atributos físicos de uma pessoa com o seu valor como ser humano? 
São homens como você que impedem que mulheres sejam respeitadas no trabalho e na comunidade, o que nos impede de alcançar o pleno potencial como pessoa. Por sua causa e por causa das pessoas da sua laia perpetua-se a discriminação não só contra as loiras, mas contra as mulheres em geral... tudo em nome do humor!!!
Confuso, o ventríloquo começou a pedir desculpa e a loira diz:
-O senhor não se meta... Estou a falar com esse rapazinho que tem aí sentado no seu colo!
-----------------------------------------------------
Um advogado com brinco!

Um dia, no escritório de advocacia, um dos advogados reparou que um seu colega, homem muito conservador, reconhecidamente muito sóbrio,
usava um brinco.
-Não sabia que você gostava desse tipo de coisas! - comentou.
-Não? Nada de especial, é só um brinco.
-Há quanto tempo você o usa!?
-Desde que a minha mulher o encontrou no meu carro, e eu disse que era meu...
-----------------------------------------------------
Afinal, as avós não sabem tudo... 

Joãozinho, de 9 anos, foi passar uns dias em casa da avó. Um dia estava ele a brincar na rua com alguns colegas quando uns minutos depois entrou em casa perguntando:
-Avó, como se chama aquilo quando duas pessoas dormem no mesmo quarto e ficam uma em cima da outra?
A avó, assustada com a pergunta, pensou e achou que seria melhor dizer a verdade:  -Bem, Paulinho, isso chama-se uma relação sexual, fazer amor ou, como se diz agora, dar uma queca...
Paulinho, satisfeito com a resposta, voltou para a rua, para brincar. 
Poucos instantes depois, ele entra em casa novamente, todo esbaforido, e diz: 
-Avó aquilo que eu lhe perguntei, afinal chama-se beliche e a mãe do Toninho quer falar com a avó!

sexta-feira, 6 de dezembro de 2013

Amor ao ritmo do 'ding' / 'dong'!

Devido à morte do avô aos 92 anos, o seu neto Ambrósio foi fazer uma visita à avó, de 90 anos. Quando chegou tentou confortá-la e indagou: 
-Diz-me, avó, como morreu o avô? 
-Morreu a fazermos amor!... 
Perante o ar de espanto do neto, continuou: 
-…já só o fazíamos ao domingo, e com muita calma, ao compasso das badaladas da igreja. “Ding” era meter e “dong” para tirar! E se não fosse o cabrão do homem dos gelados com o seu sininho o teu avô ainda estaria vivo!